CRB Nacional participa do Encontro do JPIC

Data:   14-11-2017



CRB Nacional participa do Encontro do JPIC 

Os participantes do encontro Nacional de Comissões de Justiça e Paz levam do encontro, que aconteceu entre 10 e 12 novembro de 2017 em Brasília, a certeza de que a FORÇA e ESPERANÇA que os motiva, brota da fé em Jesus Cristo, que veio “para que todos e todas tenham vida e a tenham em abundância”. Essa fé no Deus da vida os faz seguir caminhando e acreditando que é possível uma sociedade com relações humanizadoras é um mundo onde a paz e a justiça possam de fato se abraçar.

O encontro possibilitou a riqueza da troca de experiências entre as Comissões Justiça e Paz Diocesanas, Regionais e Brasileira,  com as Comissões Justiça, Paz e Integridade da Criação da CRB. Tais experiências foram iluminadas, pela palavra de Deus e pelo aprofundamento, através da análise de conjuntura da realidade brasileira. Realidade esta da pós-verdade, onde o discurso oficial apregoa que a economia tenha entrado num lento, porém virtuoso processo de retomada do emprego, da renda e da atividade econômica, quando sabemos, pelo sofrimento dos empobrecidos, de tantos desempregados/as e da perda de direitos historicamente adquiridos, que tal afirmação, choca-se com a sensação real de instabilidade institucional, pobreza crescente e enorme desemprego.

A informação e a mobilização da sociedade brasileira para o Fórum Alternativo das Águas em contra posição ao Fórum Mundial das Águas, ambos realizar-se-á em Brasília em março de 2018, foi outro item refletido com muito interesse e preocupação. O Fórum Alternativo, espaço de discussão, esclarecimento e defesa da Irmã Água, como um bem comum e um direito de todos/as e não como uma fonte exacerbada de lucro como vem sendo defendido pela ganância do capital financeiro, será esse grito profético em defesa deste bem tão precioso para a vida do ser humano.

A alegria e esperança, mesmo em tempos tão difíceis como os que estamos vivendo na sociedade brasileira, nosso compromisso é de nos fortalecermos como Rede Brasileira de Justiça e Paz, por meio da defesa dos direitos humanos e com ações transformadoras, numa sociedade marcada por tantas desigualdades e violação de direitos.

Misericórdia e fidelidade se encontram, justiça e paz se abraçam (Salmo 85, 11)

Ir. Jusciêda Menezes, cssf

JPIC – CRB NACIONAL